domingo, 17 de julho de 2016

Ser ou não ser, eis a minha perdição....

Procurem cada um em si, a fonte que serve de abastecimento ao mal. Não se engane, o mal está em ti, por mais que não queira crer, pois senão o que seria o universo sem o equilíbrio? O grande problema está em subjugar as sombras e prevalecer a luz. Sabe, fácil é julgar a vida alheia, mesmo nosso amados de sangue humano, difícil é compreender a sua missão. Mas como, se não se esforça para compreender a sua? Por vezes necessitamos de confirmação, de visão, que Deus em sua infinita bondade se faça visível ao nosso orgulho...e nem assim viu. Difícil é cuidar da nossa própria evolução, esquecer um pouco a caminhada alheia e nos preocupar com nossas fraquezas, com nossas dificuldades em ser menos para que Deus seja mais em nossos destinos. Buscar nossas soluções ao invés de alimentar ciúmes, inveja, sentimento de posse sobre a vida alheia, isso sim é um grande desafio que poucos vencem. Que bom seria se conseguíssemos cegar nossos olhos quando olhássemos para outra vida que não a nossa. Mas aí seria muito fácil, muito pouco esforço é o que queremos, e assim caminhamos rumo ao desconhecido plano do Senhor. E quando chegar o grande dia, nada de reflexões, nada de arrependimentos, tudo em falsidade carmica para tentar salvar-se no último segundo....que pena, não vai funcionar, e que Deus tenha misericórdia de todos nós.