segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Seres racionais da criação...será?



Meus queridos irmãos, é com muita tristeza que lhes transmito hoje essa mensagem. Não trago boas novas ou qualquer mensagem de esperança. pelo contrário venho lhes informar que falhamos. Sim, falhamos como seres humanos, como cristãos, como irmãos de um mesmo Pai, como animais racionais que subjugaram a maior parte da criação. É meus amigos, estive a observar o mundo, as pessoas, seus cotidianos e suas mudanças por assim dizer, lhes digo envergonhado, estamos vivendo um retrocesso de pelo menos uns 500 anos, não passamos hoje de animais sobrevivendo aos instintos, buscando viver para comer e nada mais. Somos incapazes hoje de parar e dirimir um problema sem grande celeuma, queremos mesmo é brigar, sempre. Somos incapazes de um "boa sorte" sincero a um irmão, no fundo nem nos importamos com sua caminhada. estapeamos, passamos por cima uns dos outros, roubamos, matamos, o que realmente somos? Criaturas divinas ou simplesmente divinas criaturas, que hoje poderíamos nos chamar de "animais incontroláveis", insaciáveis por sangue, por vencer sempre, por estar sempre por cima, de preferência esmagando alguém. A era dos animais chega ao fim, e logo, os menos dotados de adestramento serão castrados e lançados à jaula da ignorância novamente. Nosso planetinha passa por uma grave mudança amigos, irmãos, cristãos, onde velhas frequências espirituais serão exterminadas e uma nova construção se dará início, do zero, do primeiro tijolo, mas não mais da ignorância, mas da beleza do amor, da misericórdia divina, da associação pelo bem mútuo. Haverá muito choro e ranger de dentes, infelizmente, muitas mães debruçadas sobre os corpos dos filhos, muitos maridos debruçados sobre os corpos das esposas, mas ainda não será o fim. Serão alguns anos de sofridão extrema, de purificação pelo fogo, e depois virá a água limpando todo o sangue e anunciando o novo mundo. Os sinais já estão latentes nos céus e terra, mas nossa ignorância não permite que vejamos além. Grande clarão no horizonte anunciará o retorno do rei, vossa mãe descerá do sol irradiando amor durante a grande tribulação, mas poucos verão, poucos serão dignos de admirar a rainha dos céus descendo ladeada de anjos a cantarolar cânticos de louvor à seu filho. Aos que neste momento clamarem por sua misericórdia de mãe, será salvo pelo filho. Graças e louvores sejam dadas eternamente a nosso Senhor Jesus Cristo.

Um amigo.