quinta-feira, 24 de julho de 2014

A lei e a Lei

Diz a sagrada escritura: "Dai a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus...". Pode-se tirar como ensinamento dessas poucas palavras, que a Deus nada importa que não venha do espírito. Dinheiro, leis, desejos, verdades desse mundo, nada tem valor ao Pai. Ele sim, recolhe os verdadeiros tesouros que perdurarão por toda a eternidade, suas leis são justas para a alma, nem sempre aos vossos olhos mortais. Sim, levemos nossas ofertas em forma de amor aos pés do Pai, doemos a Ele todas as vezes que ultrapassamos nossos ideais e fomos em direção à caridade. É bem verdade que Deus nos orienta a seguirmos as leis desse mundo, sermos honestos, confiáveis e dignos para a sociedade que vivemos. Mas é uma verdade bem mais valiosa, que toda lei dos homens pode, e deve ser derrogada quando necessário for o amparo fraterno a um irmão. Sempre que o risco de perder mais uma alma para o mal for iminente, sempre que o resultado do cumprimento dessas leis tornar inabitável corações amargurados e cheios de rancor. Vivemos em um mundo com leis sim, mas há de se avaliar a quem deves mais, aos homens que a criaram, ou ao teu Pai que tudo criou. Que seja dado pois ao mundo o que lhe é devido, mas acima de todas as coisas, que seja dado a Deus toda a doação em favor dos mais desesperados, que seja dado o resgate de todas as ovelhas desgarradas de suas mãos grandiosas. Talvez seja punido um dia por priorizar o amor, e não a lei, mas a tua recompensa será centuplicada na verdadeira vida. Sejais homens sim, mas sobretudo sejais divino.


Posted via Blogaway

terça-feira, 22 de julho de 2014

Sonhos...

Quanto vale o sorriso por um sonho realizado. Somos sempre impelidos a ter o pé no chão, e sonhar tornou-se algo cafona. Mas essa vontade de realizar-se, nem que seja sonhando, é o que mais nos aproxima da fé. O que é a fé senão a certeza em forma de sonho, e quem disse que sonhar faz mal, é como dizer que não se deve ter fé. Nossas almas alçam vôos magníficos pelos sonhos de libertação junto ao Pai que as criou. Nossos corpos estão perdendo essa capacidade, bloqueamos nosso sentimento de eternidade na glória, para nos a pegarmos a certeza do palpável. Talvez por isso tanta falta de amor. Quem não sonha , não ama plenamente, não permite sentir-se amado. E ainda melhor que sonhar, é realizar os sonhos de quem se ama. O sorriso pela realização de uma possibilidade é algo impagável, alimenta-nos o coração. Agora pensemos juntos: qual será a sensação de realizar um sonho de quem sequer conheçamos? Ver onde havia lágrimas de tristeza, um belo e próspero sorriso, é de arrepiar a alma. Vamos tentar hoje? Ah, podemos sim, há sonhos tão pequeninos que chega a nos envergonhar nossa falta de sensibilidade. Há gente que sonha com um abraço sincero, há gente que sonha com uma caminha quentinha, sem luxo. Há gente que sonha comer bem pelo menos uma vez, e eles sabem que talvez não se repita, e mesmo assim continuaram sonhando. Há gente, acredite você, que sonha com um bom dia! Há uma infinidade de pequenos sonhos esperando serem realizados, nem vai atrapalhar nossas imensas atribuições diárias. Sim, vamos renovar nossa fé através dos sonhos alheios, é fantástico! E não se admirem, e nem se assustem se sentirem-se abraçados e os pêlos de vossos braços arrepiarem-se, é Jesus que que está contigo, te retribuindo esse gesto de fé, e sem você saber, realizando o seu sonho.


Posted via Blogaway