sábado, 5 de julho de 2014

Saber respeitar, é saber amar...


Saber ouvir, saber falar, saber se expressar, atributos do verdadeiro sábio. Tens meditado como tens falado com teus irmãos? E com Deus? Será que passamos ao Criador toda nossa gratidão e humildade quando falamos com Ele? Já diz o ditado, costume de casa vai a praça, se não consegues tolerar teus irmãos, falar-lhes com mansidão e carinho, tens certeza que consegues com aquele que te criou? Somos frutos de um amor de infinita grandeza, e o medo desse mesmo Criador às vezes toma ares de humildade em nossas bocas. Um medo inconsistente, visto que temos a consciência de que Ele tudo sabe e tudo vê. E ainda assim somos sempre impelidos por instintos baixos, cometemos injustiças e erros grosseiros com os mais carentes, mesmo sabendo que Ele nos observa. Precisamos já transformar esse medo em amor e respeito, aprender a ouvir seus zelosos conselhos, a ver sua mão de infinita bondade a nos apontar o caminho. Liberdade, o que dizer dessa palavra em tempos sem ordem ou autoridade, que dizer dessa vivência em que o mais forte sempre vence, reflitam novamente sobre o medo. Esse sentimento receoso de ser punido, nos leva quase sempre a atitudes extremas em nossas vidas, mas nunca tememos um castigo do alto, sempre oramos após nossas quedas e em nosso subconsciente dizemos: "O Senhor tem a obrigação de me perdoar, sou seu filho!". E a resposta vem em nossos corações como uma angústia fina e duradoura, um sentimento de culpa que nos invade o ser em toda nossa complexidade humana. Essa angústia, é a tristeza de teu Pai que se entristece com tua imaturidade. Sim, ele fala, ouça.... E em sua majestosa misericórdia aguarda que te abras o coração para recomeçar a aprender. Não, Ele não se magoa, ele tenta de todas as formas te abrir os olhos para a verdade, que verdade? Que não passas de um grão de areia nessa imensa praia chamada humanidade, e que precisa dos outros grãos para sobreviver, ou será levado pelas águas do orgulho e do egoísmo rumo à própria destruição.