sábado, 16 de março de 2013

Sinais dos Tempos 3




 Não pode aquele que traça a derrota da criação de Deus, fazer milagres em seu nome. Não pode ele ser bom e generoso, cheio de virtudes enquanto esconde sua ira. Se bem vedes, se tens sabedoria, observa e não confunde as qualidades de um inimigo por bondade e caridade. Ele já fez e faz milagres, prodígios entre vós,  para ter de vós a devoção, os engana, os confunde o inimigo astucioso de vossas almas. Até dentre vossas relações terrenas podem identificá-lo, quando aponta regularmente caminhos acertados a seu contento, esperando que esta estrada os leve à destruição. Olhai para o alto, não vejam somente a luz que irradia os dias, olhai bem e vede que nem o céu, nem o sol, nem o mar, nem a terra são os mesmos. O vosso inimigo já age por tudo que os cerca, já os persegue por toda a parte. O astucioso inimigo de Deus já declarou a nova guerra à criação. Vejam meus irmãos, tempos se escasseiam rapidamente, já vos disse, os dias, noites, meses, anos, horas de vosso tempo já não são vossos, e cessam os seus tempos por conta da vossa ira, ódio, vossa falta de humanidade, pela entrega de boa parte da criação de Deus ao demônio e suas hostes. Peço-vos que orem, arrependam-se do pecado marcado em vós. Caminhem de volta a vosso Pai. O inimigo deseja tomar tudo e começará a tomada dele pelas famílias, ele caminha entre vós, trazendo a discórdia, o desânimo e o desequilíbrio. Abram olhos e ouvidos. O estrondo será ouvido por toda parte, resplandecerá o clarão e todos poderão ver, até cegos. Surdos, mudos falarão e todos honrarão e glorificarão esse prodígio como se ele partisse do vosso Deus. Mas eu vos aviso novamente, o vosso inimigo lhes mostrará maravilhas em nome do Cristo e muitos se deixarão marcar por ele. Virá do sul um anúncio para que sejam marcados com forma secular os filhos crédulos de Deus. Não deixem, não permitam, vós sois parte do rebanho de Deus. Nunca se permitam serem marcados e arrebanhados pelo inimigo. Verão coisas maravilhosas a serem proclamadas a cada aparição, visita e chegada aos reinos de vosso inimigo. Mas os que tem a verdadeira marca do altíssimo, sentirão que o amor transmitido deixa rastros de ódio e divisão. Serão tempos de muitas permissões, serão tempos de contradição da palavra de teu Pai. Não permitam que vosso coração os confunda. Não vos apiedais do inimigo, afastai olhos e ouvidos da sua presença e perseguição. Alertai os próximos, aos vossos irmãos, a toda nação, o inimigo de vosso Pai toma a criação sob posto de alto título dentro da vossa fé. Clamai a vosso Deus pela paz, clamai a ele por iluminação de vossa inteligência todos os dias, para que não sejais enganado. O filho de Deus não terá piedade e já delega aos santos arcanjos vossas funções na batalha pelo vosso reino. Não permitais estar do lado contrário ao vosso Pai, quando aquele dia chegar. Eu vos guardo todos sob minha proteção e quero que me escutem. Olhem sempre ao seu redor com a sabedoria que vosso Pai vos deu.

Amém.

quinta-feira, 14 de março de 2013

Sinais dos Tempos 2



Não pode aquele que traça a derrota da criação de Deus, fazer milagres em seu nome. Não pode ele ser bom e generoso, cheio de virtudes enquanto esconde sua ira. Se bem vedes, se tens sabedoria, observa e não confunde as qualidades de um inimigo por bondade e caridade. Ele já fez e faz milagres, prodígios entre vós,  para ter de vós a devoção, os engana, os confunde o inimigo astucioso de vossas almas. Até dentre vossas relações terrenas podem identificá-lo, quando aponta regularmente caminhos acertados a seu contento, esperando que esta estrada os leve à destruição. Olhai para o alto, não vejam somente a luz que irradia os dias, olhai bem e vede que nem o céu, nem o sol, nem o mar, nem a terra são os mesmos. O vosso inimigo já age por tudo que os cerca, já os persegue por toda a parte. O astucioso inimigo de Deus já declarou a nova guerra à criação. Vejam meus irmãos, tempos se escasseiam rapidamente, já vos disse, os dias, noites, meses, anos, horas de vosso tempo já não são vossos, e cessam os seus tempos por conta da vossa ira, ódio, vossa falta de humanidade, pela entrega de boa parte da criação de Deus ao demônio e suas hostes. Peço-vos que orem, arrependam-se do pecado marcado em vós. Caminhem de volta a vosso Pai. O inimigo deseja tomar tudo e começará a tomada dele pelas famílias, ele caminha entre vós, trazendo a discórdia, o desânimo e o desequilíbrio. Abram olhos e ouvidos. O estrondo será ouvido por toda parte, resplandecerá o clarão e todos poderão ver, até cegos. Surdos, mudos falarão e todos honrarão e glorificarão esse prodígio como se ele partisse do vosso Deus. Mas eu vos aviso novamente, o vosso inimigo lhes mostrará maravilhas em nome do Cristo e muitos se deixarão marcar por ele. Virá do sul um anúncio para que sejam marcados com forma secular os filhos crédulos de Deus. Não deixem, não permitam, vós sois parte do rebanho de Deus. Nunca se permitam serem marcados e arrebanhados pelo inimigo. Verão coisas maravilhosas a serem proclamadas a cada aparição, visita e chegada aos reinos de vosso inimigo. Mas os que tem a verdadeira marca do altíssimo, sentirão que o amor transmitido deixa rastros de ódio e divisão. Serão tempos de muitas permissões, serão tempos de contradição da palavra de teu Pai. Não permitam que vosso coração os confunda. Não vos apiedais do inimigo, afastai olhos e ouvidos da sua presença e perseguição. Alertai os próximos, aos vossos irmãos, a toda nação, o inimigo de vosso Pai toma a criação sob posto de alto título dentro da vossa fé. Clamai a vosso Deus pela paz, clamai a ele por iluminação de vossa inteligência todos os dias, para que não sejais enganado. O filho de Deus não terá piedade e já delega aos santos arcanjos vossas funções na batalha pelo vosso reino. Não permitais estar do lado contrário ao vosso Pai, quando aquele dia chegar. Eu vos guardo todos sob minha proteção e quero que me escutem. Olhem sempre ao seu redor com a sabedoria que vosso Pai vos deu.

Amém.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Sinais dos Tempos 1




Naquele dia, subirão sete mares e o fogo se alastrará por sete reinos, que se entregarão ao senhor. Das profundezas cairá por terra o reino que é falso, suas pilastras envolvidas em ouro maciço não se segurarão, e não servirá de apoio a nenhum dos seus deuses e senhores. Rangerão os dentes dos inocentes sob forte barulho que só eles ouvirão. Os recém-nascituros surpreenderão suas genitoras por prantos e gritos de pavor, e nada poderá ser feito. Descerão dos céus três sóis, serão sentidos em calor e forte luminosidade por toda a terra. Depois disso virão os sete dos escolhidos que comandarão os outros doze mil, e a eles terão obediência. Serão eles pequenos em estatura, mas sua voz será cheia de autoridade, até os demônios fugirão ao som da voz dos santos do senhor. Antes que descubram-os entre vós, jorrará do céu sangue e água, eles saberão que é seu momento. Aos que dormiam, acordarão e despertarão em espírito e força, toda a terra os conhecerá. O fogo sairá do oriente e passará pelas mais altas zonas da terra. O medo estará sobre o reino envolto em águas e de lá surgirão os guerreiros. Eles saberão o que deve ser feito. Orientarão todas as nações sob o caminho a ser tomado, e aonde o espírito maligno não será permitido atormentar. Por todo o mundo bolsas romperão e ouvirão-se gritos de dores de parto. É o chamado do senhor aos que ainda faltam a compor o seu exército. Cairá do céu bola de fogo gigante que não se partirá e dela queimará ardente sarça que aniquilará o pecado do mundo. Ouçam a minha voz e deixem os desígnios seguirem seu curso. Permaneçam em pé e orantes para que a morte não bata à sua porta. Digo-vos em verdade que os escolhidos são todos aqueles que escutam a minha voz e se devotam a minha obra. Conservai os meus escolhidos entre os sete que já habitam entre vós, não manchais sua inocência, não segurem vossas mãos e podem minha obra, os tomando pelo medo das ameaças do mundo. Pois todos os pequenos que por mim chegaram  a esta terra lhe será dado o poder, não terei piedade dos que os corromperem. A angústia será sentida do norte ao sul, a apreensão pelas coisas que não conheceis, os causarão medo e tremerão todos de dentro para fora. Ouçam todos que a minha obra já começou há muito tempo e já não são permitidas na terra criaturas que vierem sem um compromisso e missão. Cuidai dos que já foram e os que ainda vêm, pois vossa salvação estará nas mãos desses pequenos. Adorai ao meu corpo, comei da minha carne, mas não esteja compactuando com os que profetizam com um reino que não o de Deus. Rezai pelos agentes da paz que vestem a couraça branca da justiça, e ainda encontram-se entre minha lei e meu reino que abateram sobre a terra. Tende compaixão dos pobres, das viúvas e dos indigentes, tomai-os pelas mãos, pois assim diz o teu senhor: "Se tomai de conta de um de meus pequeninos, é a mim mesmo que o fazeis". Tremam de medo os inimigos do Pai todo poderoso, pois ele é o senhor dos céus e tomará seu reino na terra de volta.

Amém.

terça-feira, 12 de março de 2013

Deus Contigo



Muitos caminhos nos parecem estranhos ao nosso Pai maior. Muitas de suas bençãos não são compreendidas ou interpretadas pelas nossas vontades. A vida nos prega surpresas, você diz, eu te digo, nenhuma suroresa foge ao controle de Deus. Tudo ele tem bem planejado para tua caminhada, nada, nem ninguém é colocado no seu caminho sem objetividdade. Veja Deus como estou aprendendo a ver e saberá o quanto ele sofre contigo diante de angústias por vezes marcantes. Por que ele não intervêm, você pergunta. De que serviria caminhar sem tropeços, o que seria do caminho sem as pedras para trasnpo-las? Enxergue adiante das pedras, vislumbre a beleza que te rodeia e como tua vida foi cuidadosamente escrita para tua felicidade. Ah, a morte...assunto realmente delicado, dolorido para quem sofre. Pense com muito carinho sobre o que te passo hoje, e depois reflita se realmente é injusto suas perdas. O grande escultor da vida desenhou cada um de seus filhos com extremo zelo e carinho. Colocou-lhe sentimentos, capacidades incríveis de raciocínio, liberdade de expressar-se, mesmo que suas palavras ofendam sua paternidade. A perfeição da máquina humana é algo incompreendido até hoje por todos nós. Nada criado por homens funciona tão bem e tão milimetrico. Depois da criação, vem a sabedoria adquirida pela vivência, dores, alegrias, amores, perdas, e ele a observar cuidando. Chega o momento que o Pai precisa deixar que caminhe, que tropece, que veja além daquele mundinho de criança, que aprenda a escolher, a isto chamamos de livre arbítrio.Mas nem por isso ele abandona seu filhinho, coloca anjos perto de ti para de orientar, ensinar, proteger, porém existe uma lei maior sempre, o livre arbítrio. Ele não te impõe, te ensina, te coloca diante de escolhas e torce para que escolha a melhor opção. Por vezes ele chega a segurar na tua mão e te indicar o caminho, mas a lei maior, a da liberdade de escolha ele não te tira, aí você solta sua mão e escolhe mal. Então ele lamenta, sofre por tua má escolha, mas continua ao teu lado. De repente a vida te prega uma peça e perde alguém amado. Acusas de imediato a justiça de Deus, solta-lhe a mão e agarra-se com as mãos do mundo. Ainda assim ele não te abandona. E em determinado momento ele cochicha no teu ouvido: "Fiz isso por ti, o sofrimento seria insuportável para ti se eu permitisse a continuidade deste ser amado...cuidarei dele até que o reencontres, eu prometo". Mesmo assim, tua revolta é grande e pretendes achar um culpado. O tempo passa e a vida te mostra que a ausência daquele ser tão amado foi prudente, tua vida começa a melhorar e as portas se abrem ainda mais, e teu Pai a te amparar. Um belo dia, chega a tua hora, e ao encontrar-se diante do Pai, ele te abraça e diz: " Como te prometi, aqui está teu ente querido, cuidei dele para ti, seja bem vindo ao meu coração".