quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Para Refletir...



Caros amigos, escrevo-lhes hoje deixando meu orgulho de lado e sendo muito sincero convosco. Fui alvo de uma análise de mim mesmo e verifiquei o quanto estamos perdidos deleitados no consumismo e egoísmo do nosso mundo. Muitos amigos espirituais tentam nos avisar todos os dias, fazendo verdadeiros esforços no sentido de nos convencer a aceitar a verdadeira vida. Mas somos cegos, somos impelidos sempre ao comodismo do mais fácil, a porta estreita parece cada vez mais estreita, e a falta de coragem em assumir nossos papéis no universo nos levam a comportamentos bárbaros, outrora inaceitáveis até mesmo por nossa sociedade. A parábola do filho pródigo nos lembra sempre que nosso pai, apesar de toda nossa rebeldia continua a nos esperar de braços abertos, porém com lágrimas nos olhos, pois esse mesmo pai sabe que tudo que nos ensinou perdeu-se na luxúria, na ambição e na falta de caridade. Esse mesmo pai também sabe que a natureza e todas as coisas que nos deu para nossa sobrevivência, serão usados contra nós no dia do retorno. A comida, a bebida e tudo que nos foi dado gratuitamente teve seu objetivos desviado para fins de maldade, corrupção e falta de amor. Será que esse nosso pai chora de culpa? Sente-se um pouco responsável por nos dado os instrumentos da nossa perdição? Não, chora porque sabe que o retorno será retardado por nossa falta de humildade, nossa falta de compaixão, nossa falta de amor.
É momento de parar e olhar em volta de vós, o que vêem? Leilões de virgindade, abortos, assassinatos por nada ou muito pouco, famílias perdidas na luxúria e na sexualidade, e para nós? Somos nosso centro das atenções, desviou-se do meu mundo não importa, quanto tempo já dedicou a rezar por seus irmãos menos afortunados? Por aquele mendigo que te pediu esmola no semáforo? "Esse só quer dinheiro para beber cachaça...", você deve ser pensado. Ou mesmo deu aquela moeda que estava no painel do seu carro há mais de um mês, esquecida, não te faz nenhuma falta.
Já escutei muita gente dizer: " Viva o hoje pois o amanhã a Deus pertence...", se bem soubesse o tamanho da verdade que proferiu, se soubesse a força dessas palavras tão repetidas em nosso cotidiano, mas de uma sabedoria incalculável.
O que você vai mostrar a Deus quando chegar o amanhã dele? Quando chegar à porta do senhor, o que vai explicar todo o teu descaso com a humanidade? Será que não fazer o mal por si só já não basta?
Digo a todos vocês nobres irmãos que NÃO basta. Todo o bem que deixou de fazer ao mais pequenino de teus irmãos, deixou de fazê-lo a Jesus, ele mesmo disse isso, mas ler a Bíblia não é uma prioridade nossa. Uma história tão monótona e chata de mais de dois mil anos...Será mesmo que estamos preparados para encarar Jesus frente a frente? Ou mesmo como acreditam alguns irmãos, precisaremos de quantos "retornos" a este nosso plano para fazer o mais simples? Alguém te garantiu o retorno? Jesus disse isso? Pois então vejamos: Ele é o criador, criou tudo que nos rodeia, se ele assim o quisesse poderia desfazer a criação?
Não faz sentido! Bradam os mais intelectuais, onde está sua compaixão infinita? Quantas vezes praticou sua compaixão com seu semelhante? Lembre-se que sois imagem e semelhança do criador, o que o faz pensar que a paciência dele também não tem limites? Faz sentido? 
Em verdade meus irmãos lhes digo, busquem no amor o caminhar para todo o restante de jornada, pois o dia do regresso a casa de teu pai não tem data definida, pode ser hoje, amanhã ou daqui a dez minutos...


Boanerges Teixeira

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Lembranças



As vezes lembramos de momentos que juramos já termos vivido, mas não há registro na nossa história.
Subvertemos nossa realidade à suposta imaginação que nos ocorre por frações de segundos. Culpamos nosso cotidiano pelos pensamentos e situações que nos vêm repetidamente à mente como que a nos lembrar de algo muito importante ou vivências que um dia nos fizeram muito felizes. Será realmente fruto do acaso essas lembranças ou realmente já fomos felizes nesse mundo que parece tão perfeito aos nossos olhos humanos?
Há algo que precisa ser dito hoje e espero que vocês que tem este tipo de lembrança leiam essa mensagem. Escrevo colocando para vocês todo o amor e sentimento fraterno de um companheiro que, como vocês, tem algo muito importante a realizar e ainda se perdem no cotidiano agitado desse mundo em que fomos inseridos.
Há muito vive-se a expectativa de algo importante para acontecer. Sei que vocês assim como eu sentem isso e sabem que há algo diferente no nosso planeta. As vezes parece que escutamos vozes que nos avisam de algo, mas não conseguimos saber o quê. Busquem na oração e no recolhimento as respostas que precisam para tanta impaciência e falta de compreensão que sentimos nesses momentos. Somos parte pequenina de uma grande obra que se desenrola ao nosso redor independente da nossa vontade. Mas temos que contribuir com a nossa gota nesse incêndio de mortes, egoísmo e falta de caridade que submerge a nossa atmosfera.
Tentem lembrar daquele sonho estranho que tiveram repetitivamente que parecia bem utópico mas lhe dizia algo subliminarmente. O criador tenta lhes falar já faz algum tempo e quase sempre têm dado as costas para todos os chamados. Não há mais tempo, se aproximam momentos muito difíceis que faram toda a humanidade repensar suas atitudes e muito poucos conseguiram superar esta etapa para iniciar a reconstrução de uma nova história.
Rezem, orem, independente do seu credo, busquem no altíssimo a resposta quanto a que caminho trilhar, quanto que atitude tomar. Não posso lhes dar respostas diretas para suas perguntas, pois cada um vive sua história e sua missão, já tenho minhas próprias perguntas para buscar respostas.
Estou apenas repassando aquilo que me foi dado como missão e a cada dia, a contar de hoje, passarei algumas mensagens de conforto e estímulo, sempre rezando para que consigam se reencontrar com suas origens.
O mundo espiritual corre em ritmo acelerado preparando corações, preparando trabalhadores para todas as dificuldades que se aproximam. Não há mais tempo para divagações, é momento de fé e oração, e muitos de vocês tem por missão apenas isso, rezar por toda a humanidade e suplicar ao criador misericórdia para um novo recomeço.
Há muito trabalho e pouco interesse, por favor, não deixem morrer a centelha divina que vive em vós.


Boanerges Teixeira